Destaques
A mulher assegura o emprego mais tempo que há 30 anos atrás
Na verdade, um estudo recente revelou que a mulher de hoje consegue assegurar o seu emprego durante mais tempo em comparação de há 30 anos atrás. A flexibilid . «Ler mais»

Trabalhar em openspace é uma fonte de distração
Um novo estudo revela que apenas 1 em cada 4 trabalhadores trabalha num ambiente de trabalho ideal. Ambientes de trabalho em openspace são cada vez mais popular . «Ler mais»

Redes Sociais
Publicidade
Artigos Populares
Como ser uma pessoa melhor
Comprometer-se a viver de acordo com certas normas e com aquilo que tem a seu lado, pode ser altamente gratificante, tornando a simplicidade, um ponto bastante . «Ler mais»

Mentalidade na terceira idade
Parte da nossa sociedade não vê razões em zelar pelos problemas existenciais dos indivíduos relativos a esta faixa etária, pois acreditam que não há nada que se . «Ler mais»

Homens têm um maior ego no local de trabalho que as mulheres

Uma nova pesquisa mostra, que efetivamente, os homens apresentam ter um ego mais elevado no local de trabalho do que as mulheres.

Um estudo levado a cabo pela Universidade de Toronto, revelou que os benefícios relativos ao nível de autoridade no local de trabalho, incluindo um maior controlo do trabalho e um salário mais elevado, não estão uniformemente distribuídos entre homens e mulheres.

Os pesquisadores, descobriram que os homens que conseguem atingir níveis mais altos da cadeia hierárquica do mundo do trabalho, têm uma melhor capacidade em perceberem a sua função no trabalho, agindo de forma mais influente e autónoma. Além disso, o estudo demonstrou ainda, que mesmo homens com o mesmo nível de autoridade, são mais propensos que as mulheres, na tomada de decisões, liberdade e influência no local de trabalho.

O porta-voz deste estudo, o sociólogo, Scott Schieman, afirmou “As formas de controlo no trabalho, especialmente a autonomia, são altamente cobiçados por muitos trabalhadores”.
“Nós sabemos, que os recursos no trabalho, como a autoridade e a autonomia tendem a agrupar-se, ainda assim a nossa pesquisa revelou que este agrupamento de aptidões contínua a ser mais beneficiável para o homem do que para a mulher.”

Este estudo ao analisar todos os inquéritos feitos, concluíram que as principais razões que podem estar a influenciar esta diferenciação são, o stress no trabalho, o tipo de setor em que trabalha e a função conjugal ou parental que desempenha.

Schieman acredita, que este pesquisa e estas consequentes descobertas lançam uma nova luz sobre estas questões em que o género beneficia a posição e autoridade no local de trabalho.

Facebook
Blog | Chora agora | Sobre | Contato | Politica de Privacidade
Copyright © 2013 www.mundoaroundus.com