Destaques
A mulher assegura o emprego mais tempo que há 30 anos atrás
Na verdade, um estudo recente revelou que a mulher de hoje consegue assegurar o seu emprego durante mais tempo em comparação de há 30 anos atrás. A flexibilid . «Ler mais»

Trabalhar em openspace é uma fonte de distração
Um novo estudo revela que apenas 1 em cada 4 trabalhadores trabalha num ambiente de trabalho ideal. Ambientes de trabalho em openspace são cada vez mais popular . «Ler mais»

Redes Sociais
Publicidade
Artigos Populares
O que é o Dinheiro ?
Mas afinal o que é esta coisa a que chamamos dinheiro, que por sua vez, nos trás tantas preocupações? Na verdade, o dinheiro é algo com que vivemos de forma tão . «Ler mais»

Estamos à beira do abismo !
Depois de acreditar que é possível, que a velocidade e duração das mudanças possam esmagar a capacidade de adaptação das nossas instituições sociais e de apoio . «Ler mais»

Micróbio conseguirá transformar C02 em combustível

Cientistas da Universidade da Geórgia, criaram um micróbio com a capacidade de converter dióxido de carbono em biocombustível. Descoberta esta, que pode por um travão ao desenvolvimento e possível agravamento de problemas ambientais.
O dióxido de carbono é um dos principais elementos causadores do aquecimento global, ainda assim este é essencial à vida na terra. Todavia, como se costuma dizer todo o que é demais faz mal.

É graças a esta nova pesquisa, que se tudo correr como planeado, em breve teremos um antídoto para tratar do c02 a mais no nosso planeta. Este micróbio chamado Pyrococcus furiosus, consegue absorver o C02 e convertê-lo em combustível, se o P. furiosus conseguir trabalhar em larga escala, então este permitirá que se purifique o ar, evitando as grandes emissões de C02, provocadas pelos combustíveis fósseis, como o petróleo e o carvão.
“Basicamente o que temos feito, é criar um microrganismo que consiga absorver o dióxido de carbono, igualmente ao que as plantas produzem, gerando algo útil”, afirmou Michael Adams, membro da UGA’s Bioenergy System Research Institute.

No processo da fotossíntese, as plantas usam a luz solar para converter a água e o dióxido de carbono em substância orgânica, formando a base da cadeia alimentar do nosso planeta. Os açúcares produzidos na fotossíntese, podem assim ser fermentados em biocombustíveis, como por exemplo o etanol. Como Adams aponta, remover esta energia das plantas é completamente ineficiente, no entanto se houver um micróbio que faça tudo este complexo trabalho, tornará tudo muito mais fácil e eficiente.

Adams diz ainda, “Este é o primeiro passo de algo muito importante, com largas esperanças para um método eficiente e de baixo custo, com vista à produção de combustíveis”. “No futuro, iremos aperfeiçoar todo este processo e começar a testá-lo em grandes escalas”

Facebook
Blog | Chora agora | Sobre | Contato | Politica de Privacidade
Copyright © 2013 www.mundoaroundus.com