Destaques
A mulher assegura o emprego mais tempo que há 30 anos atrás
Na verdade, um estudo recente revelou que a mulher de hoje consegue assegurar o seu emprego durante mais tempo em comparação de há 30 anos atrás. A flexibilid . «Ler mais»

Trabalhar em openspace é uma fonte de distração
Um novo estudo revela que apenas 1 em cada 4 trabalhadores trabalha num ambiente de trabalho ideal. Ambientes de trabalho em openspace são cada vez mais popular . «Ler mais»

Redes Sociais
Publicidade
Artigos Populares
Qual é a necessidade de fazermos batota?
Cientistas tentam desvendar as causas que levam as pessoas a serem fraudulentas e desonestas, elaborando cada vez mais estratégias para saírem sucedidas de uma . «Ler mais»

Como manter o contacto durante um desastre?
Efetivamente todos os desastres ocorrem sem um aviso prévio e consequentemente durante todo o caos e preocupação a tendência que temos é tentar contactar um ent . «Ler mais»

Vida descoberta em lago gelado na Antártida

Na verdade, foram descobertos, uma variedade de microorganismos e um ecossistema plantal, no lago Whillans, Antártida Ocidental.
John Priscu, elemento da equipa de pesquisadores da Fundação Nacional para a ciência dos EUA(NFS), afirma “O lago Whillans definitivamente abriga vida”. O lago em questão é um bloco com 60 km quadrados de água na borda da plataforma de gelo ross.

Para serem encontrados os microorganismos, foram precisos cortar 800 metros de gelo, com a ajuda de uma broca de água quente. Estes cientistas recolheram água a apenas 2 metros de profundidade. A equipa colocou com o máximo cuidado, uma câmara no poço para se certificar que este era grande o suficiente para a recolha das amostras necessárias e dos instrumentos a serem implementados. Ao longo dos dias em pesquisa, os cientistas recolheram cerca de 30 litros de água e 8 núcleos de sedimentos do fundo do lago, com 60 centímetros de comprimento.
Descobriu-se assim, que na água e nos sedimentos recuperados continham uma grande variedade de microorganismos, que por curiosidade não precisam de luz solar para sobreviverem. Os pesquisadores, encontraram cerca de 1000 bactérias por mililitro de água.

Esta descoberta é de facto muito importante , pois ao comprovar que existem seres em locais tão remotos como este, ajudará a perceber se existirá vida noutros planetas com as mesmas semelhanças, tais como em satélites naturais e planetas com oceanos de gelo.

Facebook
Blog | Chora agora | Sobre | Contato | Politica de Privacidade
Copyright © 2013 www.mundoaroundus.com